Após ser destaque em firmar convênios educacionais internacionais, em países como Suíça, Canadá e Inglaterra, o Anglo Sorocaba foi convidado pela escola Greenbrier East High School, dos EUA, em parceria do MIT - Massachusetts Institute of Technology, para participar do programa “International Design Project” – Projeto Internacional de Design -, que tem um ano de duração. 

 

A atividade consiste em um intercâmbio de projetos, que está inserido na disciplina de Bussiness, da escola estadunidense. A ideia é que os 12 alunos-Anglo mais os 12 alunos dos EUA, todos pertencentes às 1.ªs e 2.ªs séries do Ensino Médio, desenvolvam um mesmo projeto de maneira simultânea, seguindo o passo a passo e trocando informações, por meio das aulas semanais, que acontecem por videoconferência. 

 

Os grupos trabalham integrados e são auxiliados por professores, em que três deles são chamados de tutores. No caso do Anglo Sorocaba, a professora-tutora é a Vivian Ruberti, que é auxiliada por um professor-tutor da escola estadunidense, Kevin Warfield (Engeneering Instructor) e de um professor-tutor do MIT. “Toda essa troca de vivência e de cultura estimula, principalmente, a habilidade de adaptação do estudante a situações que envolvem o trabalho em equipe, tanto com os colegas brasileiros, quanto na equipe multicultural, com os alunos estadunidenses”, esclarece a diretora acadêmica do Anglo Sorocaba, Carol Lyra.

 

Além de possibilitar o relacionamento com estudantes de outro país, o programa “Internacional Design Project” visa ainda a produção independente e criativa dos estudantes, incentivando o desenvolvimento de móveis ecologicamente corretos, sendo reciclados ou que derivem de materiais recicláveis, levando em conta o trabalho de conscientização para a preservação do Meio Ambiente.

 

“É a primeira vez que um projeto dessa magnitude é realizado em nossa escola e essa é uma oportunidade incrível dos estudantes aprenderem na prática uma profissão além, é claro, de treinar o vocabulário em inglês, trocar experiências e compartilhar cultura”, explica a professora-tutora Vivian.

 

Os alunos participantes foram escolhidos por meio de seletivas e, logo após a triagem, levou-se em conta o nível de inglês e o boletim acadêmico. Ao todo, a escola conta com 20 alunos inseridos no projeto, tendo 8 como suplentes. Para a Júlia Rabello, da 1ª série do Ensino Médio, a experiência tem sido bem valiosa. “É um projeto que me possibilita conhecer várias pessoas tanto da escola quanto dos EUA, que talvez eu nunca tivesse a chance de conhecer. Trata-se de uma oportunidade para aprender tanto o inglês quanto a parte de designer com os softwares. Com certeza é uma experiência inesquecível”, relata. 

 

Segundo a diretora acadêmica do Anglo Sorocaba, Carol Lyra, os alunos só tendem a ganhar com esse projeto. “Durante todo esse processo de aprendizagem, os estudantes aprenderão a manusear softwares gráficos e em 3D, além de possuírem noções básicas de arquitetura”, complementa. 

 

O projeto segue até o mês de junho de 2019, com a implementação do mesmo espaço verde para a escola de Sorocaba e para a escola dos Estados Unidos.